29 de junho de 2020

Homewear com muita elegância e conforto


The Paradise
As roupas confortáveis bem no estilo para ficar em casa, definitivamente, estão em lugar de destaque na preferência de quem está podendo ficar isolado nessa quarentena. 

Algumas marcas já nasceram com essa pegada, de criarem pijamas estilosos para dormir e também ficar em casa de uma maneira mais cool e descolada, quem sabe arriscar uma corridinha até ao supermercado, farmácia ou padaria. Nesta onda também outras marcas reconhecidas pelos tecidos confortáveis começaram a oferecer o seu homewear para os clientes. Confira algumas opções que nós selecionamos nas imagens ao longo do post!

Eu amo ficar arrumado em casa e vocês, hehe!?

The Paradise
The Paradise
Calma SP
T_Jama

Imagens de Divulgação das próprias marcas.

Serviço:

24 de junho de 2020

Série de fotografias de Stanciell discute a masculinidade do homem negro



A série de fotografias "37 Niggas" (2018) é uma provacação do artista Brandon Stanciell que deseja discutir a masculinidade e estereotipos dos homens negros. O fotógrafo de 27 anos, radicado em Los Angeles, escolheu o nome polêmico para propor uma resignificação do termo e da maneira como a sociedade enxerga os homens negros e a respectiva expectativa do modelo de masculinidade desse grupo.

O resultado desse trabalho delicado e forte você pode conferir nas fotos que mostra os homens sem camisa e com flores no cabelo e atrás da orelha. Stanciell, também é conhecido como o fotógrafo que ama flores. Discussão muito interessante e necessária! Curtiram?





Havaianas lança primeira linha global Pride



Em quase 60 anos de história, a Havaianas sempre calçou os pés de todo mundo, sem distinção, seja de gênero, classe social, regionalidade, religião, etnia ou orientação sexual e, agora, em 2020, através da parceria com a All Out e das mudanças de grade, a marca vai além.

A Havaianas firma compromisso com a comunidade LGBTQIA+ e lança uma linha de produtos no mês do orgulho em apoio à causa. Além disso, a marca assume compromissos e anuncia ações e iniciativas a fim de diminuir as diferenças, fomentar igualdade e assegurar que, de forma contínua, a All Out receba recursos para avançar e apoiar iniciativas que busquem melhores condições para essa parcela da população.

Linha Pride composta por street bag, dois novos modelos de sandália, body e pins, terá 7% do valor líquido das vendas revertido para projetos locais e globais de combate ao preconceito e apoio à comunidade, e passa a fazer parte do portfólio permanente da marca.


"Nos últimos anos avançamos muito no quesito diversidade em nossas comunicações, mas sabemos que essa é uma jornada longa. Entendemos que essa mudança funciona como uma cascata, e é mais forte se for um compromisso de longo prazo. Ao incluir os produtos da linha Pride em nosso portfolio de maneira perene e ampliar nossa grade com numerações que atendam a mais pessoas, Havaianas se compromete a celebrar, incluir e apoiar a comunidade continuamente." afirma Fernanda Romano, CMO da Alpargatas, detentora da marca Havaianas.

A Havaianas se torna ainda mais democrática pois mais de 20 modelos que contarão com extensão de numeração, chegando até à numeração 45/6. Além disso, grande parte dos modelos da próxima coleção já virão de fábrica com a numeração estendida. Alguns dos principais e mais vendidos produtos que são desejo de muita gente, passarão a contar com modelagem ampliada para servir nos mais variados tamanhos de pés; Família Slim, com Slim Glitter, Top Disney e outros, estarão disponíveis a partir de julho nas lojas e no e-commerce da marca.

Além disso, a partir de setembro, cada um ficará livre e à vontade para escolher aquela peça de Havaianas que mais gosta, com o lançamento de um novo site onde vai despriorizar a escolha por gênero e quebra as regras tradicionais de busca por produto.

Para comunicar bem e garantir a escuta ativa por parte de todo o time, Havaianas trabalhou com consultores externos.

23 de junho de 2020

Desvendando seu estilo pessoal ou Os 7 estilos universais masculinos



Um dos grandes paradoxos da Moda em geral é querer ser único e ao mesmo tempo buscar o pertencimento a um grupo, um estilo. Nos anos 90, Alyce Parsons, que é líder internacional na profissão de consultoria de imagem há mais de 32 anos, confirmando sua atitude inovadora e visionária, lançou um livro sobre os 7 estilos universais, utilizado até hoje como literatura que orienta pesquisas, desenvolvimento de produtos, comportamento do consumidor. Obviamente, que temos outras ferramentas para complementar esses estudos. Mas, como esse material é bastante interessante para a maioria das pessoas, vou compartilhar com vocês uma versão atualizada desses 7 estilos universais masculinos, vale lembrar que 3 deles são tidos como base e 4 um upgrade de estilo.

Você pode estar se perguntando, mas o que isso tem a ver comigo? Embora muita gente não saiba, todo mundo tem um estilo e minimamente pode ser encaixado em algum desses estilos que vamos falar mais adiante. O objetivo desse post é informativo e não ditar o que é certo ou errado, ou ainda limitar ou encaixar quem quer que seja em um ou outro estilo. 

As pesquisas mais recentes no entanto já revelam que somos mistos, ou partes de diversos estilos, nos diversos ambientes em que circulamos. Mas vamos deixar de introdução e vamos logo ao que interessa! 

Os 7 estilos universais, segundo Parsons, são: 
- Esportivo (ou Natural) 
- Tradicional
- Elegante 
- Romântico 
- Sensual (Sedutor)
- Criativo 
- Dramático (Moderno)

Esses estilos na verdade evidenciam a maneira como as pessoas escolhem comunicar as suas escolhas, o seu humor, sua maneira de encarar a vida, as características pessoas e suas referências traduzidas no modo de vestir ou se comportar. 

Vamos conhecê-los:


Esportivo-Natural

Considerado estilo base, tem características mais leves e informais. Não é literalmente ligado ao esporte, mas sim bebe da fonte esportiva para compor looks casuais, por conta do conforto, praticidade, facilidade de combinações. Sneakers, algodão, moletom, tecidos tecnológicos para o dia-a-dia. Porém em visual mais elaborado é comum enxergar calças chino, camisaria leve com tecidos de algodão e linho. Uma alfaiataria mais easy, desestruturadas até mesmo malhas mais quentinhas. 

O estilo representa visualmente uma personalidade mais leve, casual, simplicidade, uma desprentensão. Para não ser confundido com falta de cuidado ou desleixo
devemos ter atenção com alguns detalhes, caprichar nos acessórios, roupas com bom caimento e ajustadas.


Tradicional

Também considerado um estilo “base”, tem mais identificação com as peças mais clássicas (ora, ora temos um Sherloque Rolmes por aqui, rs) e discretas. Cortes retos, peças e tecidos mais estruturados, cores sóbrias e acessórios menos evidentes. Nos calçados, segue o mesmo estilo, com shapes já consagrados, com pouca ousadia e cores neutras. Passa a mensagem de confiança, respeito, apego as tradições, conservadorismo, excelente gosto, responsabilidade, controle. Para evitar um visual desatualizado ou distante, vá dosando pequenas ousadias, como cores e acessórios mais alinhadas com as tendências, informação de Moda.


Elegante

O terceiro e último estilo considerado base desse universo dos estilos, não pode ser confundido com o estilo tradicional, a elegância aqui não está relacionada a conceitos pré-formatados. Combinar informação de moda, com o ambiente adequado, com a ocasião ideal, sem nunca abrir mão do bom gosto. Tecidos sofisticados, combinações chiques, combinações harmoniosas. Aliás, combinar o visual elegante transcende as roupas e passeia facilmente por calçados de materiais nobres e acessórios finos milimetricamente calculados. A mensagem associada a esse estilo é bem sucedido, educado, nobre, sem defeitos.



Romântico

Não tem vergonha de mostrar o seu lado feminino, o delicado, ou até mesmo entende que esses binarismos não são pra eles e costumam ter uma personalidade empática, sonhadora, educada e gentil. Esse estilo pode ser representado por  gostam de tons suaves, incorpora peças ou objetos originalmente tidos como femininos, rendas, babados, bordados, tecidos delicados, como a seda e acessórios sutis. Modelagens suaves com curvas marcadas de modo delicado. Um cuidado especial para a mensagem não seja confundida com fragilidade, insegurança ou imaturidade.


Sensual

Não confunda com vulgaridade, o estilo Sensual, que para o público masculino pode ser traduzido mais apropriadamente como Sedutor valoriza seu o sex appeal de maneira cativante e atraente. Os homens são ousados, com personalidade marcante e parecem ter saído de uma propaganda de perfumes. Sabem utilizar as roupas para valorizar os pontos fortes na arte da conquista. Os excessos devem ser evitados essencialmente no ambiente profissional, deixe os looks mais ousados para os momentos de lazer.


Criativo

Ousadia e alegria. A criatividade é obviamente uma das qualidades desse estilo, inovação, combinações inusitadas e novidades sempre estão presentes na produção das pessoas que tem esse estilo. A mensagem normalmente divertida, extrovertida utiliza de combinação de estampa e cores pouco convencionais, são pessoas que sabem arriscar. Ousadia nos cabelos e acessórios também é uma marca facilmente reconhecida, atenção aos detalhes também não fica de fora. As vezes tem dificuldade de seguir dress-code sempre querendo dar seu toque pessoal as regras.


Dramático (Moderno)

Estilo majoritariamente atribuido a quem tem personalidade forte, bem resolvido, transmite uma mensagem urbana, cosmopolita. Cores sóbrias, densas e frias são elementos facilmente utilizado por pessoas desse estilo, com intensidade, profundidade, impacto. Carregar no visual é um dos únicos cuidados que os apaixonantes dramáticos devem se preocupar, pois intensidade demais pode ser confundido com atuação de um personagem, falso.

Para qualquer um desses estilos, obviamente cuidados pessoais e de higiêne com pele, cabelo, unhas e perfumes ajudam a demarcar o seu estilo e fortalecer as suas qualidades. Combinado?

Dificil se encaixar em somente um deles, né? Como comentei anteriormente somos cada vez mais um combinado de todos eles em maior ou menor escala, devem ser encarados como uma ferramenta na arte de comunicar a nossa expressão ou mensagem. Aproveitem!

11 de junho de 2020

Como será o futuro do mercado de luxo?


Mercado global de Luxo deve cair entre 20% e 35% em 2020, diz Bain & Company

Diante do colapso global causado pelos lockdowns e pela paralisação do turismo em todos os principais mercados, a indústria do luxo enfrenta um desafio sem paralelo na história. Depois de cair em cerca de 25% no primeiro trimestre de 2020, a desaceleração deve aumentar no segundo trimestre e pode levar a uma contração estimada entre 20% a 35% ao longo do ano.

Estudo da consultoria mostra que a pandemia de Covid-19 apresenta uma crise sem precedentes para a indústria. Vendas online cresceram e podem representar 30% do mercado até 2025

A China começou a liderar o caminho para uma recuperação e os seus consumidores devem consolidar seu status como motores cruciais do setor, representando quase 50% do mercado até 2025. As compras de luxo feitas online aumentaram durante a crise e o canal pode representar até 30% do mercado até 2025.

Essas são as principais conclusões do estudo da Bain & Company, uma das principais consultorias estratégicas do mundo, divulgado em colaboração com a Fondazione Altagamma, a fundação da indústria de fabricantes de produtos de luxo italianos.

Segundo a Bain, haverá uma recuperação para o mercado de luxo, mas o setor será profundamente transformado. A crise do coronavírus forçará a indústria a pensar de forma mais criativa e inovar ainda mais rapidamente para atender a uma série de novas demandas dos consumidores e restrições de canal.

A crise do coronavírus afeta o luxo

A Bain & Company estima que o mercado de bens de luxo pessoais tenha caído 25% no primeiro trimestre do ano, com a expansão da Covid-19 na Ásia e, depois, em todo o mundo.

Um forte início de ano em todas as principais regiões (China, Europa e América) foi rapidamente afetado pela imposição de lockdowns e pelo colapso do turismo, o que ampliou o declínio na Europa. As vendas de luxo no Japão e no resto da Ásia também caíram, embora a um ritmo um pouco mais lento.

As compras de luxo online permaneceram resilientes, enquanto os modelos tradicionais de lojas, incluindo as de departamento, sofreram quedas acentuadas. O varejo de viagens foi dizimado pelo desligamento do transporte aéreo em todo o mundo.

De acordo com a Bain, à medida que os consumidores emergem lentamente dos lockdowns, a maneira como enxergam o mundo mudará e as marcas de luxo precisarão se adaptar. A segurança na loja será obrigatória, e deverá ser combinada com a "magia" da experiência de luxo: maneiras criativas de atrair clientes para a loja ou de levar o produto ao cliente farão a diferença.

Todas as categorias sofreram quedas, com acessórios mostrando a maior resiliência e relógios caindo mais devido à falta de plataformas de vendas online para compensar o fechamento dos canais físicos.

Olhando para o futuro: como será o mercado de luxo em 2025?

Vai levar tempo para o mercado se recuperar. A Bain & Company antecipa que uma recuperação para os níveis de 2019 não ocorrerá até 2022 ou 2023. O crescimento do mercado será retomado gradualmente a partir de então, atingindo entre € 320 e 330 bilhões em 2025.

Para a consultoria, a velocidade do crescimento futuro do mercado dependerá das respostas estratégicas dos players de luxo à crise atual e de sua capacidade de transformar o setor em nome do cliente.

Os consumidores chineses devem confirmar seu lugar como os compradores mais importantes do segmento, respondendo por quase metade de todas as compras em todo o mundo até 2025. Como região, a China continental representará 28% do mercado de luxo, ante 11% em 2019.

O canal online, que já registrou um crescimento de dois dígitos em 2019, continuará ganhando participação e respondendo por até 30% do mercado até 2025, movimento puxado pelas novas gerações (Geração Y e Geração Z), a maioria do mercado de luxo.

Players de luxo precisarão enfrentar disrupções de frente

Diante de uma crise sem precedentes, os players de luxo precisarão agir agora para criar seu futuro. Todos os aspectos do mercado, da criação à distribuição, do marketing à cadeia de suprimentos e, crucialmente, da interação com os clientes finais, precisarão ser repensados ​​para se adequarem a um mundo em mudança.

Para a Bain, as marcas vencedoras serão as que melhor interpretarão o cenário atual, ao mesmo tempo em que permanecerão consistentes com seu DNA interno e sua história individual.

ASICS lança novo modelo de corrida em live exclusiva

O visual arrojado e atraente do NOVABLAST™ reflete o tipo de corredor que melhor se adequa ao tênis. Boa parte da nova (e mais jovem) geração de corredores, procura não apenas um ótimo desempenho, mas também uma sensação de diversão que os faça fortalecer o amor pela corrida. Para produzir essa sensação, a entressola do NOVABLAST™ é inspirada em um trampolim, permitindo que os corredores saltem de passada para passada. O passe energético ajudará os corredores a encontrar seu próprio ritmo e a se sentirem mais rápidos.

Com um design exclusivo para a linha de corrida da ASICS, o novo ASICS NOVABLAST™ oferece uma dose de energia extra para pessoas que desejam adicionar personalidade ao seu modo de correr.

A nova entressola FLYTEFOAM ™ Blast, proporciona ao calçado uma sensação suave, mas responsiva, sob os pés. Apesar de seu peso leve de aproximadamente 275g (M) e 225g (F), o design da entressola proporciona aos corredores uma mola de energia a cada passo.

O tecido superior do novo modelo é uma malha que fornece um ótimo fluxo de ar para uma corrida mais fria. Ele foi projetado para ser não apenas macio e confortável, mas também resistente para segurar e apoiar os pés - sem a necessidade de costurar sobreposições . A sola do NOVABLAST™ usa a famosa borracha AHARPLUS ™ da ASICS, que triplica a resistência à abrasão da sola tradicional e promete aos corredores maior durabilidade e melhor tração.

Se adaptando a nova realidade que estamos vivendo, pela primeira vez, a ASICS apresenta seu lançamento em uma live, que acontece no dia 13 de junho às 11h no canal da marca no Youtube e no Instagram @asicsbrasil. 

A ideia é convidar os espectadores para um treino em casa, com o educador Armando Marchezani. O DJ Dre Guazzelli foi convidado para tocar durante o treino, prometendo animar o público.

O ASICS NOVABLAST ficará à venda a partir do dia 13 de junho no e-commerce da marca, com numeração do 34 ao 44.


Dafiti Group promove doações em prol do combate à pandemia da COVID-19


O contexto atual da pandemia exige a mobilização de vários setores da sociedade no combate à propagação da COVID-19 e no auxílio aos pacientes infectados. 

A Dafiti, por exemplo, vem desdobrando a macro campanha “RE” em uma proposta de repartir, retribuir e repassar à sociedade insumos para auxiliar tanto os profissionais da saúde quanto membros de comunidades que carecem de recursos. O e-commerce propõe a revolução de seu ecossistema a partir de doações de materiais como máscaras, aventais, luvas, roupas, calçados e móveis àqueles que mais o necessitam.

O Dafiti Group, maior grupo de e-commerces de moda e lifestyle da América Latina, compreende sua responsabilidade social nesse cenário e vem promovendo uma série de iniciativas nos últimos meses, com o objetivo de apoiar de formas variadas as instituições parceiras do grupo. 

Dentre as parcerias, a primeira firmada foi com a “Ação da Cidadania”- maior entidade de combate à fome no Brasil. Partindo da ideia de que doar é um ato de amor, a organização não-governamental, que forma uma rede de mobilização para combater a fome e a miséria, se aliou à Dafiti em uma ação com o mote “repensar a forma de ajudar”: a cada R$30 reais ou mais em doações por este link, a Dafiti dará um desconto de R$15 para o cliente usar em compras no site.  

Já para a AMIGOH, que atua na captação de recursos para viabilizar projetos de combate ao câncer e doenças do sangue, a Dafiti destinou mais de dois mil produtos de seu portfólio, entre roupas, calçados e acessórios. Como desdobramento da ação, a AMIGOH irá distribuí-los para sua rede de hospitais parceiros e aos pacientes em situação de vulnerabilidade social. Alguns produtos também serão rifados com o intuito de converter o dinheiro arrecadado ao financiamento de pesquisas científicas. 

Além disso, o e-commerce se aliou à  Cruz Vermelha do Brasil, associação civil sem fins lucrativos, de natureza filantrópica, que está exercendo um papel ativo no combate à disseminação da COVID-19. O projeto da associação é focado a partir de três eixos: informação, prevenção e contenção e, por fim, redução de danos e mitigação. A fim de contribuir com essas iniciativas, a Dafiti fez uma doação de mais de dois mil equipamentos de proteção individual. 

Já a Kanui, maior e-commerce de streetstyle do país e integrante do Dafiti Group, aliou-se às instituições para incentivar doações durante esse período. A primeira ação se firmou com a “Estamparia Social Máscaras”, microempresa empregadora de egressos do sistema prisional que encontram resistência no mercado de trabalho. O e-commerce doou mais de 300 tecidos para serem transformadas em máscaras. Elas foram distribuídas aos agentes das unidades prisionais e às pessoas de rua que trabalham no setor de segurança. 

A segunda iniciativa da Kanui consistiu numa ação em que as 200 primeiras pessoas que doaram um valor acima de R$25,00 para a campanha da Gastronomia Periférica , escola focada na transformação social por meio da gastronomia, desenvolvimento humano e projetos nas periferias de São Paulo, ganharam um voucher para usar no site da Kanui. 

E as iniciativas não se limitaram apenas ao Brasil: a Dafiti Colômbia também se mobilizou para ajudar a população durante a pandemia a partir da aliança firmada com a ABACO - Associação de Bancos de Alimentos da Colômbia. O objetivo do e-commerce é contribuir ativamente com a distribuição de alimentos e mercadorias aos mais necessitados, por isso, fez doações de mais de 17 toneladas desses insumos às famílias mais afetadas pela expansão do vírus no território colombiano. 

Para saber mais sobre outras iniciativas corporativas que a organização realiza durante a pandemia COVID-19, acesse: https://www.dafiti.com.br/re-manifesto/

Editor

Minha foto
São Paulo, Brazil
PÓS-GRADUADO EM MODA E CRIAÇÃO - Faculdade Santa Marcelina - SP personal stylist, CONSULTOR DE MODA e editor de moda