SPFWN44 - Amo Moda Amo Brasil

Já estávamos super ansiosos pela liberação desse calendário, e ontem no final da tarde chegou o e-mail com essas informações, o São Pa...

29 de abril de 2013

Estamos preparados para o fracasso dos nossos ídolos?


Estamos preparados para o "fracasso" de nossos ídolos? Não aquele fracasso total, absoluto e irreversível. Aquela mancada notória que nos faz ter vergonha alheia de quem nós tanto admiramos, sabe?

O Brasil é carente de ídolos, não porque nos faltem pessoas de grandes feitos, mas sim porque temos a obrigação permanente de sermos vencedores o tempo todo e com isso os ídolos do passado são rapidamente substituídos por ídolos com legitimidade e prazo de validade duvidosos.

Do dicionário (Michaelis):

ídolo
í.do.lo
sm (lat idolu) 1 Estátua, figura, ou imagem que representa uma divindade e que é objeto de adoração. 2 Objeto de grande amor, ou de extraordinário respeito.

fracasso
fra.cas.so
sm (der regressiva de fracassar) 1 Som de um corpo que cai; estrépito. 2 Ruído de uma coisa que se parte. 3 Ruína, desgraça. 4 Insucesso, mau êxito.

Recentemente dois ícones-ídolos de nosso mundão fashion deram uma mancada, ambos nas duas semanas de moda mais importantes do país, Ronaldo Fraga, estilista mineiro, no SPFW com suas perucas de palha de aço, e Reserva, marca carioca, no Fashion Rio, no seu enésimo desfile protesto manifesto em que era praticamente impossível ver as roupas, pois à frente dos modelos pesavam fantasiam sustentadas por suportes preso as costas dos modelos.



Por razões óbvias "homenagear" negros com perucas de palha de aço não é lá muito inteligente. Na prática ali para todo mundo ver eram pessoas com perucas de palha de aço reforçando o preconceito do cabelo ruim, etc, etc, etc... É difícil enxergar poesia na boca do opressor.

Não tão óbvio assim, mas nem por isso menos importante, o desfile da Reserva que quando bem explicado pode fazer sentido, causou desconforto em quem tão apenas queria fazer o seu trabalho, mostrar ao público as roupas criadas por uma marca que está desfilando em uma semana de moda. De que adianta fazer desfiles de moda tão "cheios de rebeldia" e cobrar mais de R$ 300 em uma pólo - carro chefe coxinha da marca?

Por outro lado, depois de passada a raiva, a decepção, o descontentamento típicos que só conhece quem "gosta" de alguém que pisou na bola com você, é preciso avaliar... esses tropeços e percaussos invalidam tudo o que já fizeram anteriormente? Vale a pena romper todos os laços, "partir pra outra" e ir idolatrar em outras freguesias?

Não estaríamos condenando com uma pena mais severa do que o ato praticado?

Passei o final de semana pensando nisso... estamos preparados para o fracasso dos nossos ídolos?

Foto: Desfile Reserva por Charles Naseh
Foto: Detalhes Ronaldo Fraga por Agência Fotosite

4 comentários:

  1. Super Curti seu post, assim como amo seus textos que falam sobre esse assunto.
    Mas Ainda hoje eu não consigo ver preconceito no desfile do Ronaldo, tipo, se olharmos os cabelos de alguns jogadores brasileiro, a maioria não é nada bom, porque ele não colocou careca então... acho que estamos colocando preconceito demais nas coisa, apesar de que não se define cabelo por cor de pele...
    E em relação a Reservar, acho que ele conseguiu o que queria, desconcentrar e mostrar que as pessoas estão mais preocupadas nas ornamentos da moda (Fantasias)do que na própria roupa usável, apesar de que eu amo (Ornamentos) essas roupas que falam por si.

    ResponderExcluir
  2. E claro o que tem que olhar o que esses ídolos já fizeram, afinal, como tu diz o mundo está cheio de fama passageira...

    ResponderExcluir
  3. Respeito seu ponto de vista, mas como Raphael, não consigo ver preconceito na palha de aço, hoje em dia não se pode fazer mais nada, pois tudo é preconceito, Ronaldo Fraga é o estilista mais brasileiro da nossa moda européia, sempre vem com temas ótimos, temos que abrirmos mais a cabeça, ele disse que fez isto referente a palha de aço usada das antenas para melhorar a imagem da tv. Agora sobre a Reserva concordo que foi um fiasco, pois já não temos tanta moda masculina e o pouco que temos acontece isto, muito bem mencionado o valor absurdos das polos. Abs chará

    ResponderExcluir

Seja bem vindo e deixe a sua opinião!

Pessoal os comentários são moderados, só aparecem após aprovação. Obrigado por participar!

Editor

Minha foto
São Paulo, Brazil
PÓS-GRADUADO EM MODA E CRIAÇÃO - Faculdade Santa Marcelina - SP personal stylist, CONSULTOR DE MODA e editor de moda