SPFW n44: O resumo da semana de moda mais importante do BR

Olá, pessoal! Eu adoro fazer esses textos de resumo... E chega ao fim mais uma SPFW - São Paulo Fashion Week, em sua 44ª edição, de v...

23 de novembro de 2011

Como comprar um terno: o que as revistas masculinas não contam


Ao ler o que as revistas masculinas dizem a respeito, você pensaria que comprar um terno é como comprar um carro, que exige uma pesquisa enorme, visitas a várias lojas e o acompanhamento de um amigo experiente. E pode ser desse jeito -- se você quiser gastar milhares de reais e ficar com a aparência de um modelo da revista GQ. Mas para a maioria dos reles mortais, essa pode ser uma tarefa bem mais simples.

Isto posto, há um certo know how que todos que vão comprar um terno pela primeira vez precisam ter. Para esclarecer o assunto, conversamos com David Alperin, designer e proprietário da loja de varejo Goose Barnacle e com Elia Leve, da equipe de estilo da loja Borelli.

1. Escolha o seu preço
“Se você vai começar a trabalhar e não pode comprar um terno caro, procure um terno com composição mista, pois além de ser mais econômico, têm durabilidade maior. Exemplo: lã com poliéster ou poliéster com viscose. O terno de poliéster/viscose tem sempre um tom fosco que se assemelha muito à lã (tropical), que são os ternos mais caros”, diz Elia.

2. Escolha sua cor
“O primeiro terno de todo mundo deveria ser um azul marinho sólido.” E depois do marinho, David Alperin sugere o cinza. E depois o marinho listrado e o cinza listrado… e aí você pode começar a experimentar. Por que marinho e cinza? Porque são cores que vão com tudo. E por que o marinho primeiro? Porque essa cor é considerada mais profissional. Não sabemos por quê. Algumas coisas simplesmente são assim.

3. Escolha o seu estilo
Se você for jovem, diz Alperin, evite as pregas. “Pregas foram criadas para pessoas mais pesadas e podem fazer com que você pareça um pouco desalinhado.” Calças retas dão uma aparência mais magra e elegante, e quem não quer isso? Punhos são uma decisão pessoal, ele acrescenta, mas “a regra de ouro é: se não há pregas, sem punhos.” Se você estiver com uma barriguinha Elia Leve recomenda prestar atenção no modelo certo. “Sugiro um terno de três botões, pois o terceiro botão fecha mais em cima, escondendo a barriga.”, diz a a estilista. Mas se você está em forma, compre primeiro a opção de dois botões, principalmente porque eles são mais usados. “Ao procurar ternos em lojas comuns de média a boa qualidade, geralmente eles têm dois botões.”, lembra Alperin.

4. Descubra o caimento adequado
“O ombro e o comprimento do paletó devem ser o mais próximos do perfeito possível”, diz Alperin. “Tudo o mais pode ser ajustado.” Os ombros devem terminar onde os seus ombros terminam; se eles ficarem pendurados no final do seu ombro, mesmo um tequinho, devolva o terno para a arara e encontre outro.

Depois verifique o comprimento. “Você deve conseguir colocar sua mão por baixo da parte inferior do paletó.” Se você for às compras com o seu pai e ele disser que o paletó precisa alcançar as pontas dos seus dedos, ignore-o. Essa era a regra dos velhos tempos; a nova regra, de acordo com Alperin, é um look mais moderno. “Qualquer pessoa parece mais alta se o paletó for um pouco mais curto.”

Agora você pode começar a relaxar, porque o alfaiate lida com o restante. Se as calças não tiverem pregas na frente, certifique-se de que elas se ajustem na cintura (que é na sua cintura, não nos quadris) e que elas tenham uma caída reta até a barra em seu sapato. Peça ao alfaiate para fazer a bainha das calças na medida adequada para que alcançam o sapato sem embolar. As mangas devem ser ajustadas para mostrar cerca de meio centímetro dos punhos da camisa. Se você comprar um terno com o comprimento do paletó e os ombros corretos, conta Alperin, esses serão os ajustes que você precisará fazer.

5. Complete o look
“Um erro que muitos homens cometem é comprar o terno sem ter os complementos”, diz Alperin. “Sem a gravata, as meias e os sapatos, não é nada.” Você precisará no mínimo de duas camisas: uma branca e outra azul clara. Se você encontrar uma camisa branca que goste, Alperin sugere comprar algumas delas. “O terno vai durar mais do que as camisas.”

Só há uma regra para as meias: elas precisam ser mais escuras que o seu terno. Se o terno for em um azul marinho bem escuro, você poderá usar até meias pretas. É claro que você pode abusar nas gravatas, mas se ainda não estiver pronto para experimentar, use cores sólidas. “Uma gravata cor de vinho, uma gravata verde escura, marinho, cinza… todas essas cores ficam ótimas com um terno marinho e uma camisa branca ou azul clara.”

Finalmente, conta Alperin, invista comprando um bom par de sapatos pretos -- um clássico sapato masculino de amarrar -- e um cinto preto que combine. O mais importante de tudo é manter os sapatos polidos. “É o que completa o look, algo que nem todo homem percebe.” Agora que você já tem um terno para chamar de seu, preste muita atenção na hora da lavagem. “Ternos só devem ser lavados a seco, principalmente os de tropical (lã) e somente três vezes por ano. Uma dica para manter um terno tropical limpo é durante um banho quente pendurar o terno no banheiro e ele estará novo”, ensina Elia Leve.

Por Laura Silverman For Men's Life Today

------------------------------------------------------------------------------------
Curtiu? Tem mais no facebook: http://www.facebook.com/dandimoderno
Segue também no Twitter: http://twitter.com/dandimoderno

11 comentários:

  1. adorei!
    essas dicas são preciosas!
    vc devia investir mais nisso aqui no blog.

    ResponderExcluir
  2. Eu só acrescentaria algo na parte das cores. Um terno preto é essencial no guarda roupa de todo homem.

    Quanto ao preço, cuidado com os baratos demais, porque terno de oxford e de microfibra além de deformarem com o tempo, têm um caimento ruim.

    Dêem preferencia para os tropicais, que pro nosso clima é ideal por não ser muito quente e têm valor médio de aproximadamente R$250,00.

    Aí tem alguns detalhes como largura de lapela, comprimento de manga que existem dois modelos que um tem a manga mais comprida que o outro.

    Mas isso é um post que o Paulo podia fazer como parte 2 depois né? Hehe!

    ResponderExcluir
  3. Gente, se eu falar de tudo em um post só meu assunto acaba, huahauah! Vamos com calma! rs!

    ResponderExcluir
  4. Acho o terno preto lindo. Mas, convenhamos, hoje todo segurança de boate e garçom usa terno preto. Ninguém quer ser confundido quando quer estar elegante.

    ResponderExcluir
  5. Interessante sua dica...algo do tipo "vá a uma loja compre um terno. Se algo não ficar bom, vá a um alfaiate para ele fazer ajustes". Alfaiataria é um local para se comprar roupa sob medida e não um botequim para conserto de roupas! Quer um terno adequado? Vá a um alfaiate!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Creio que o texto discute diversos aspectos além de sua curta "conclusão".

      E embora também concorde que os melhores ternos são feitos sob medida, não podemos ignorar todo o mercado que existe nos ternos pret-a-porter que fatalmente precisarão de ajustes de um bom alfaiate.

      Obrigado por comentar, espero ter esclarecido.

      Excluir
  6. Se usar um terno mais cumprido pareço mais magro? Desde já grato.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Depende, mas provavelmente não.

      Se a intenção for esconder um quadril maior é importante que o terno ultrapasse a parte mais larga do seu corpo em 4 dedos mais ou menos.

      Excluir
  7. Paulo Mamedes, parabéns e obrigada pelas digas, sou mãe de dois rapazes que me pedem sempre pra escolher camisas, ternos, sapatos e gravatas. Quase sempre fico enrolada, suas dicas foram muito importantes e esclarecedoras.

    ResponderExcluir
  8. Excelentes dicas,trabalho como segurança pessoal e as vezes uso colete balístico por de baixo do terno, mudando um pouco o corpo...ah,ternos pretos são essenciais no meu armário!!!

    ResponderExcluir

Seja bem vindo e deixe a sua opinião!

Pessoal os comentários são moderados, só aparecem após aprovação. Obrigado por participar!

Editor

Minha foto
São Paulo, Brazil
PÓS-GRADUADO EM MODA E CRIAÇÃO - Faculdade Santa Marcelina - SP personal stylist, CONSULTOR DE MODA e editor de moda