SPFWN44 - Amo Moda Amo Brasil

Já estávamos super ansiosos pela liberação desse calendário, e ontem no final da tarde chegou o e-mail com essas informações, o São Pa...

29 de janeiro de 2011

Por que procurar Moda do outro lado do Atlântico?


Milão, fashion week inverno 2011

Se pensarmos apenas em Moda já estaríamos séculos atrasados em relação à Europa, literalmente. Se restringirmos um pouco mais o assunto para Moda Masculina, aí sim estaremos milênios atrasados.

Eles (os europeus) já pararam de vender produtos há muito tempo, eles vendem experiências, shows, sonhos, auto-estima, glamour, status, realização: eles vendem tudo aquilo que queremos e que achávamos que o dinheiro não pode comprar.

Já resolveram assuntos ligados à sexualidade - desde o básico homem não gosta de moda porque é fútil até o complexo moda não é sinal de macheza - ao consumo, ao mercado, à elegância. Não existem mais tendências, atualmente o abotoamento duplo, o preto e as cores fortes, a silhueta seca e confortável, dividem e concorrem por espaço e aprovação dos expectadores no mesmo desfile, na mesma temporada, nas lojas e nas ruas, eles oferecem tudo , você usa o que mais gosta, se identifica, acredita. É uma liberdade condicionada, mais é mais liberdade do que se tinha antes.

Além disso, nós mortais que vislumbramos o Olimpo europeu com sede de consumo, nos cabe aguardar mais de um ano e meio para que pudéssemos comprar ou usar uma de suas criações aqui no inverno brasileiro, sim amigos, eles fazem o desfile com um ano de antecedência, quando eles tiverem lançando a coleção deles no início de 2012, nós ainda teremos que aguardar até julho, para que o inverno chegue aqui no hemisfério sul, e consequentemente na Zara mais próxima.

Ao mesmo tempo em que percebe-se que cada vez menos o inverno é rigoroso no Brasil, e as quatro estações teimam em se manifestar todas juntinhas no mesmo dia! Seria mais inteligente fazer uma coleção todinha de capas de chuva e galochas.

Então por que olhamos para o outro lado do Atlântico para ver os lançamentos de Moda Masculina que não nos servem, que não são nossa realidade cultural, climática e financeira?

Porque somos bombardeados pela mídia, pela TV, internet, os blogs e cada vez mais conseguem plantar a sementinha da moda em nossos pensamentos, ou somos picados pelo bichinho da moda que tem o poder de encantar, seduzir e ludibriar nossas idéias e vontades, mas somente por 6 meses, pois naquele momento você será picado por outro, e outro e outro... e tem muita gente com “credencial” mas não com inteligência, que fica reverenciando tudo o que é feito no exterior, tsc, tsc.

Isso é ruim então? Sim e não. Mas temos que começar a entender e valorizar os contextos, comparar pura e superficialmente a moda brasileira com a européia é infantil e bobo. Mas enquanto ainda digerimos tudo isso e criamos uma consciência mais profunda sobre o assunto, vamos admirar o que eles sabem fazer tão bem.
Acho que eu não consegui concluir, e nem era a minha intenção.  :D










Imagens: MenStyle.com

5 comentários:

  1. aplausos, de pé!
    perfeito texto
    perfeita análise!

    ResponderExcluir
  2. Reflexão interessante. Tudo na moda é efémero, independentemente do hemisfério em que se viva, apenas nós podemos ser fiéis a nós próprios, mesmo que andemos sempre a par da moda, ela é tão feia que tem que ser, reposta, de seis em seis meses, e nesse espaço de tempo, o próprio Mundo muda, e com ele cada um de nós também muda, o que era in, logo logo passa a ser out! E neste desfile infinito de vaidades, somos escravos no fundo do fenómeno da moda...

    ResponderExcluir
  3. Mamedes, vc já visitou o 'Stamos Kilts!

    Costumo traçar inúmeras reflexões lá

    ResponderExcluir

Seja bem vindo e deixe a sua opinião!

Pessoal os comentários são moderados, só aparecem após aprovação. Obrigado por participar!

Editor

Minha foto
São Paulo, Brazil
PÓS-GRADUADO EM MODA E CRIAÇÃO - Faculdade Santa Marcelina - SP personal stylist, CONSULTOR DE MODA e editor de moda